Egípcios ajudam a limpar a praça da libertação

Civis e militares começaram hoje, sábado, as operações de limpeza da cidade do Cairo, que serviu de palco a 18 dias de protestos que levaram à queda de Hosni Mubarak.

Os carros incendiados, as grades que foram colocadas, as tendas que foram montadas, todos os sinais de 18 dias de protestos começaram a ser retirados da Praça Tahrir, epicentro da revolta egípcia que pôs fim ao reinado de Mibarak, no poder há quase 30 anos.

Vários voluntários estão a ajudar a limpar e a pintar a cidade.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG