A história portuguesa – da CEE à EU

28 de Março de 1977 - Mário Soares faz o pedido de adesão à CEE. Seguem-se as reuniões preparatórias da adesão - na foto o MNE Freitas do Amaral

19 de Maio de 1978 - A comissão dá parecer favorável ao pedido de adesão de Portugal e, a 6 de Junho, o conselho também dá luz verde

17 de Outubro de 1978 - Início de negociações de adesão de Portugal à CEE

12 Junho de 1985 - É assinado, em Lisboa, o Tratado de Adesão de Portugal à CEE. Espanha assina o Tratado de Adesão em Madrid no mesmo dia

6 de Outubro de 1985 - PSD vence legislativas e Cavaco Silva é eleito primeiro-ministro

1 de Janeiro de 1986 - Adesão efectiva de Portugal à CEE, assinada no Mosteiro dos Jerónimos, em Belém

16 de Fevereiro de 1986 - Mário Soares é eleito para a Presidência da República

6 de Outubro de 1991 - Cavaco é reeleito primeiro-ministro

1 de Janeiro de 1992 - Portugal assume a primeira presidência da CEE. O ministro dos Negócios Estrangeiros era, na altura, João de Deus Pinheiro

1 de Novembro de 1993 - Entrada em vigor do Tratado da União Europeia (Maastricht)

1 de Outubro de 1995 - PS vence as legislativas com maioria relativa e António Guterres é eleito primeiro-ministro

26 de Março de 1995 - O acordo Schengen, que acaba com as fronteiras internas da Europa, entra em vigor em Portugal, Alemanha, Bélgica, Espanha, França, Luxemburgo e Holanda. Em breve serão 24 os países do espaço Schengen

14 de Janeiro de 1996 - Jorge Sampaio é eleito Presidente da República

1 de Janeiro de 2000 - Portugal assume a presidência da UE pela segunda vez

23 e 24 de Março de 2000 - Conselho Europeu define a Estratégia de Lisboa, elegendo

o emprego, as reformas económicas e a coesão social como base de uma economia baseada no conhecimento. Esta cimeira definiu os objectivos da UE até 2010. A Estratégia de Lisboa foi revista e flexibilizada em 2005

14 de Janeiro de 2001 - Sampaio é reeleito

15 de Dezembro de 2001 - Nomeação de Valery Giscard d'Estaing para presidente da futura convenção para o futuro da Europa, constituída por representantes dos Estados-membros, dos parlamentos nacionais, do Parlamento Europeu, da Comissão Europeia e dos países candidatos à adesão à UE. A convenção redigiu a chamada Constituição Europeia

16 de Dezembro de 2001 - Após a derrota do PS nas autárquicas, o primeiro-ministro, António Guterres, demite-se e convoca legislativas antecipadas

17 de Março de 2002 - PSD vence legislativas e Durão Barroso é o primeiro-ministro de um Governo de coligação com o PP

1 de Janeiro de 2002 - Entrada em circulação do Euro - Portugal esteve entre os países que aderiram. A Grã-Bretanha não

1 de Fevereiro de 2003 - Entrada em vigor do Tratado de Nice

29 de Junho de 2004 - Barroso demite-se de primeiro-ministro de Portugal, cargo que ocupava há dois anos, para assumir a presidência da Comissão Europeia . Santana Lopes é depois convidado a formar novo Governo

29 de Outubro de 2004 - Assinado em Roma o Tratado Constitucional. É já Santana Lopes que o assina em representação de Portugal

20 de Fevereiro de 2005 - PS vence as eleições antecipadas depois da dissolução da AR e José Sócrates é o novo primeiro-ministro

29 de Maio e 1 de Junho de 2005 - Franceses e holandeses rejeitam o Tratado Constitucional em referendo e a UE mergulha num período de impasse e reflexão

22 de Janeiro de 2006 - Cavaco é eleito Presidente da República e toma posse em Março

1 de Julho de 2007 - Portugal assume a presidência da UE pela terceira vez. O primeiro encontro é no Porto. Durante a presidência portuguesa será redigido um novo Tratado Constitucional que poderá tirar a Europa do impasse em que se encontra depois dos referendos falhados

Exclusivos