A secreta sérvia protegeu Karadzic

Mila é a mulher que acompanhava ex-líder sérvio

Afinal, o que todos desconfiavam - e alguns afirmavam em surdina - acabou por ser, ontem, admitido por Ivica Dacic, o ministro do Interior sérvio: Radovan Karadzic foi protegido durante anos pelos serviços secretos da Sérvia, que acabaram por entregá-lo. A revelação foi feita pela edição online do diário espanhol El Mundo, que cita a imprensa de Belgrado.

"O serviço secreto protegia-o e o serviço secreto entregou-o agora", afirmou Dacic, garantindo que a polícia não teve qualquer papel na detenção do mais procurado criminoso de guerra na Europa. A detenção de Karadzic fora sempre recusada por Dacic, enquanto líder do Partido Socialista Sérvio (SPS), que apenas aceitava uma entrega voluntário do antigo líder dos sérvios bósnios. Luka Karadzic afirmou, por seu turno, que o irmão tencionava entregar-se em Janeiro de 2009, quando está previsto que o Tribunal de Haia deixe de abrir novos processos.

Em Belgrado, onde se encontra detido desde segunda-feira, Radovan Karadzic aguarda a sua extradição para o Tribunal Penal Internacional para a ex- Jugoslávia (TPI-J), em Haia, o que deve ocorrer ainda durante o fim-de-semana ou, o mais tardar, segunda-feira.

"A sua identidade foi estabelecida; agora a sua defesa tem o direito de recorrer da decisão de extradição e já anunciou que o fará", disse Bruno Vekaric, porta-voz do Ministério Público sérvio para crimes de guerra, ao anunciar que Karadzic deve ser extraditado, o mais tardar, na próxima terça-feira..

Svetozar Vujacic, o advogado de Karadzic, afirmou que o seu cliente terá na Sérvia uma equipa para o defender mas que, em Haia, irá assegurar a sua própria defesa, tal como o fez Slobodan Milosevic. "E está convencido de que com a ajuda de Deus irá ganhar", sublinhou o advogado..

Vujacic avançou que o seu cliente está em óptima forma física e psíquica e que, após ter cortado o cabelo e a barba, recuperou o seu antigo aspecto: "Karadzic tem agora o mesmo aspecto que tinha há 14 anos, apenas um pouco mais velho.".

Namorada misteriosa.

Durante os seus anos de clandestinidade, o responsável pelos três anos de cerco da cidade de Sarajevo e pelo massacre de 11 mil bósnios muçulmanos em Srebrenica era frequentador assíduo de um bar de Belgrado, tinha uma namorada e dizia que os seus netos vivem nos Estados Unidos, revelou o diário sérvio Blic..

"Ela acompanhava-o em todas as palestras e comportava-se como se fosse sua mulher. Andavam de mão dada... quando viajavam e não havia lugar para ela no carro, ele afirmava que não ia sem ela", diz Tanja Jovanovic, um dos elementos da revista Vida Saudável. A namorada de Karadzic é uma "misteriosa, atraente" morena, de meia idade, que ele apresentava como "Mila, o amor" da sua vida..

Misko Kovijanic, proprietário de um bar na área onde vivia Karadzic, disse que o mesmo passava diariamente pelo local onde bebia, invariavelmente, vinho tinto. "Tenho muito orgulho que tenha vindo ao meu bar e estou muito triste por ele ter sido detido", disse Kovijanic, citado pelo jornal britânico Guardian..

E enquanto se aguarda a partida de Karadzic para Haia, onde irá encontrar companheiros de armas mas também inimigos, em Belgrado prosseguem as reacções à sua prisão. Ontem, uma das vozes que criticou o ocorrido foi o antigo chefe do Governo, Vojislav Kostunica.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG