Hitler deixou de ser cidadão honorário de Goslar

68 anos depois do fim da II Guerra Mundial, a cidade alemã de Goslar decidiu retirar o título de cidadão honorário que tinha atribuído ao ditador nazi, juntando-se assim às várias cidades alemãs que têm procurado distanciar-se do Führer ao longo dos últimos anos.

Goslar assinalou o "ato simbólico" esta terça-feira numa reunião na Câmara Municipal. A moção no sentido de retirar a cidadania honorária a Adolf Hitler foi apresentada pela extrema esquerda e deverá agora ser aprovada oficialmente pelo Conselho de Administração da cidade a 29 de outubro.

Segundo a agência France Press, a proposta de retirar o título de cidadão honorário a Hitler, que lhe tinha sido atribuído em 1934, foi pedida o ano passado, mas apenas de um ponto de vista legal, uma vez que o título caducou com a morte do ditador. No entanto, o município entendeu dar "um cunho oficial" à proposta, por entender que era importante para os cidadãos de Goslar a realização desse "ato simbólico".

No final da II Guerra Mundial, cerca de 4.000 cidades alemãs tinham Adolf Hitler como seu cidadão honorário. Muitas retiraram a distinção logo a seguir ao fim do conflito, mas outras só apenas o fizeram recentemente, como a cidade de Trier, em 2010.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG