Monti destaca ligação especial de Itália à Argentina

O primeiro-ministro de Itália transmitiu hoje "o carinho e felicidade" que os seus compatriotas sentiram com a eleição do cardeal argentino Jorge Mario Bergoglio como Papa, que escolheu o nome do padroeiro dos italianos, Francisco.

Numa mensagem dirigida ao novo Papa, o primeiro-ministro italiano em funções, Mario Monti, sublinhou os vínculos da "história especial" que unem Itália e Argentina, país de origem do primeiro Papa latino-americano da história, que tem também ascendência italiana.

"Os italianos, unidos por uma história especial com o povo argentino, reconhecem-se hoje no nome do seu padroeiro, o Santo de Assis (São Francisco de Assis), unidos com todo o mundo em busca da justiça e da paz, junto de Sua Santidade, que com Itália compartilha as raízes e o nome", acrescenta a mensagem, citada pela agência Efe.

O cardeal argentino jesuíta Jorge Mario Bergoglio, 76 anos, foi hoje eleito Papa pelos 115 cardeais reunidos em Roma, assumindo o nome de Francisco.

Francisco sucede a Bento XVI e é o 266.º papa da Igreja Católica.

Exclusivos