"Quero uma Igreja para os pobres", diz Papa Francisco

"Quero uma Igreja pobre, para os pobres", declarou hoje o Papa Francisco, num encontro com jornalistas no Vaticano, segundo a AFP.

O novo Papa, que quis chamar-se Francisco em homenagem a São Francisco de Assis, o santo dos pobres, explicou aos jornalistas: "Francisco é o nome da paz e foi assim que esse nome entrou no meu coração".

O sucessor de Bento XVI, que resignou a 28 de fevereiro, contou em seguida um episódio relacionado com a sua eleição no conclave: "Durante a eleição, estive ao lado do arcebispo de São Paulo, Claudio Hummes, um grande amigo (...) Quando as coisas se tornaram perigosas, ele reconfortou-me. Quando os votos [a meu favor] atingiram os dois terços, ele segurou-me no braço, abraçou-me e disse-me: 'Não te esqueças dos pobres"'".

"Imediatamente", prosseguiu, "na relação com os pobres, pensei em Francisco de Assis, nas guerras (...) um homem da pobreza, um homem da paz".