Chefes do Estado chegam a Roma para missa inaugural

Chefes do Estado e de Goverbno, alguns deles polémicos, já começaram a chegar a Roma para assistirem à missa inaugural do Papa Francisco, que amanhã deve reunir centenas de milhares de fiéis.

Cristina Kirchner, Presidente da Argentina, país natal do primeiro Papa das Américas, chegou no domingo e deve ser recebida hoje pelo novo chefe da Igreja Católica. As relação de Kirchner com o cardeal Jorge Bergoglio nem sempre foram pacíficas, uma vez que o agora Papa nunca se coibiu de critiar o poder quando era arcebispo de Buenos Aires.

Entre os dignitários já presentes em Roma estão o vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, católico praticante, o Presidente mexicano, Enrique Peña Nieto, e o seu homólogo chileno, Sebastián Piñera.

A América Latina - onde vivem 40% dos católicos - estará fortemente representada. A brasileira Dilma Rousseff será uma das dirigentes presentes em Roma.

Mas a capital italiana também recebeu hoje uma personagem controversa: o Presidente do Zimbabwe, Robert Mugabe, de 89 anos e católico fervoroso.

Esta é a quinta vez que o homem forte do Zimbabwe vai a Roma. Em 2005, por exemplo, esteve presente no funeral do papa João Paulo II e em 2011 na beatificação do mesmo.

Outro eventual ponto de tensão diplomático é a ida a Roma do Presidente de Taiwan, Ma Ying-jeou, que suscitou a ira de Pequim. A China rompeu relações diplomáticas com o Vaticano em 1951, depois de este ter reconhecido Taiwan. A rutura definitiva surgiu com a criação de uma igreja católica controlada pelo regime chinês.

Para aliviar a tensão, o porta-voz do Vaticano, padre Federico Lombardi, recordou que não foram enviados convites e que todos são "bem vindos" na miss inaugural.

A União Europeia estará representada pelos presidentes do Conselho Europeu, Hermann Van Rompuy, e da Comissão Europeia, Durão Barroso.

A chanceler alemã, Angela Merkel, o primeiro-ministro francês, Jean-Marc Ayrault, e o seu homologo espanhol, Mariano Rajoy, também estarão presentes.

Exclusivos