Secretário-geral da ONU vai assistir a cerimónia na terça-feira em Joanesburgo

O secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, vai assistir, na próxima terça-feira, às cerimónias de homenagem a Nelson Mandela, em Joanesburgo, anunciou, este sábado, a ONU.

Ban Ki-moon deverá deixar hoje Paris, onde participou na cimeira sobre África, rumo à África do Sul, regressando, na quarta-feira, a Nova Iorque.

A cerimónia nacional em memória de Nelson Mandela, marcada para terça-feira, vai ter lugar no estádio "Soccer City", no Soweto, com capacidade para 94 mil pessoas, o qual, acolheu, em 2010, a final do Campeonato do Mundo e onde Nelson Mandela fez a sua última grande aparição pública.

Na quarta, quinta e sexta-feira, o cortejo fúnebre vai percorrer as ruas da capital, Pretória.

Entretanto, em Qunu, aldeia de Nelson Mandela, no sul rural da África do Sul, os habitantes preparam solenemente o regresso do seu "filho mais amado", que ali será sepultado a 15 de dezembro.

A morte de Nelson Mandela, aos 95 anos, foi anunciada na quinta-feira à noite pelo Presidente da África do Sul, Jacob Zuma, motivando de imediato reações de pesar a nível mundial.

"A nossa nação perdeu o maior dos seus filhos", disse Zuma, anunciando que a bandeira sul-africana vai estar a meia haste até ao funeral de Estado.

O Comité Nobel norueguês considerou Mandela, que esteve preso 27 anos pela luta contra o regime de "apartheid" da África do Sul, "um dos maiores nomes da longa história dos prémios Nobel da Paz".

Mandela foi o primeiro Presidente negro da África do Sul, entre 1994 e 1999.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG