Obama e Dilma entre os oradores em homenagem fúnebre

Os Presidentes dos Estados Unidos e do Brasil estão entre os oradores na homenagem fúnebre a Nelson Mandela em Joanesburgo na terça-feira, uma cerimónia que vai ser transmitida em direto para todo o mundo.

Cerca de uma centena de chefes de Estado e de governo vão prescindir temporariamente das suas divergências e participar lado a lado no tributo ao líder da luta anti-apartheid e "pai da nação" sul-africana, que morreu na quinta-feira aos 95 anos.

De acordo com o programa oficial hoje divulgado, o secretário-geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon, um amigo, diversas crianças e o Presidente sul-africano, Jacob Zuma, também vão usar da palavra para celebrar a memória do primeiro presidente negro da história do país.

A cerimónia vai decorrer entre as 11:00 e as 15:00 (09:00 e 13:00, hora de Lisboa), no imenso estádio Soccer City de Soweto, a sul de Joanesburgo, onde Nelson Mandela protagonizou a sua última aparição pública em 2010, na final do campeonato do mundo de futebol, e que tem capacidade para 80 mil pessoas.

Cerca de 1500 jornalistas têm acreditação para acompanhar as cerimónias, num dia em que há 80% de probabilidades de chover.

Hoje, as primeiras delegações estrangeiras começaram a chegar a Joanesburgo enquanto as autoridades ultimam os preparativos logísticos e de segurança, com dezenas de milhares de polícias e 11.000 soldados mobilizados para locais estratégicos.

A África do Sul pretende oferecer ao seu símbolo máximo funerais à medida da sua estatura. Para além do estádio Soccer City, três outros estádios de Joanesburgo vão ser abertos à população para a transmissão da cerimónia num ecrã gigante, estando ainda previstos 150 locais de transmissão dispersos por todo o território do imenso país da África austral.

De Portugal, irá o presidente da República Aníbal Cavaco Silva.

A presidente brasileira irá acompanhada de outros quatro ex-presidentes, nomeadamente José Sarney, Lula da Silva, Fernando Henrique Cardozo e Fernando Collor de Mello.

O presidente francês, François Hollande, o primeiro-ministro inglês, David Cameron, o príncipe Filipe de Espanha e o príncipe Carlos de Inglaterra são outros líderes mundiais que já confirmaram a presença.

Entre as estrelas, estarão a apresentadora de TV Oprah Winfrey, o vocalista dos U2 Bono Vox, o cantor Peter Gabriel e o magnata Richard Branson.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG