Intérprete para surdos no memorial de Mandela era falso

A Federação de Surdos da África do Sul afirmou que o intérprete ontem nas cerimónias de homenagem a Nelson Mandela, no Soccer City em Joanesburgo, era um impostor. O caso está a provocar uma grande polémica visto ainda ser desconhecida a identidade deste homem que esteve ontem mesmo ao lado dos líderes mundiais.

"Ele movia as mãos, mas não havia qualquer significado nos seus gestos", afirmou Bruno Druchen, o diretor da Federação de Surdos da África do Sul, citado pelo canal britânico Sky.

"Não sabemos de quem se trata, ninguém o conhece. Ele apareceu nesta ocasião e não sabemos como", completou ainda Delphin Hlungwane, intérprete oficial da mesma instituição.

Segundo a agência de notícias Associated Press, o governo da África do Sul está a investigar a situação.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG