7 de Julho: o atentado bombista em Londres

Aquilo que todos os britânicos temiam aconteceu no dia 7 de Julho de 2005. Ao início da manhã, três bombas explodiram na rede de metro e num autocarro de Londres, fazendo mais de meia centena de mortos e pelo menos sete centenas de feridos.

Na origem daqueles que foram os piores atentados no Reino Unido desde Lockerbie, em 1988, estiveram quatro extremistas islâmicos que actuaram como bombistas suicidas. Alguns deles tinham estado recentemente a receber instruções em madrassas paquistanesas. Alguns dias mais tarde, a 21 de Julho, outros extremistas tentaram repetir o ataque. Foram mal sucedidos e acabaram presos, uns em Londres, outros em Birmingham, mas também em Roma, na Itália, à luz do mandado de captura europeu.


A ameaça terrorista mantém os serviços secretos e as forças de segurança britânicas em constante alerta e em 2006, em Agosto, foi desmantelada uma alegada conspiração para fazer explodir uma série de voos que faziam a ligação entre o Reino Unido e os Estados Unidos. A seguir a isto foram aprovadas, a nível da União Europeia, uma série de restrições em relação à quantidade de líquidos que os passageiros podem transportar na bagagem de mão.

Relacionadas

Últimas notícias

Brand Story

Tui

Mais popular

  • no dn.pt
  • Mundo
Pub
Pub