Fotos de cadáver de Bin Laden serão divulgadas

O director da CIA afirmou hoje que não duvida de que mais tarde ou mais cedo o governo dos Estados Unidos (EUA) vai divulgar a fotografia do cadáver de Osama bin Laden, noticia a Efe.

"O governo está a ver qual deve ser a melhor maneira para o fazer, mas não creio que haja dúvidas quanto à divulgação da fotografia ao público", disse Leon Panetta, durante uma entrevista à cadeia televisiva NBC. A entrevista será passada na íntegra esta noite, tendo sido entretanto divulgados alguns excertos da mesma.

O porta-voz da Casa Branca, Jay Carney, reconheceu hoje, durante a conferência de imprensa diária, que a publicação de fotografias do cadáver de Bin Laden poderia ter um efeito "incendiário"e garantiu que esse é um dos factores que está a ser ponderado. Carney acrescentou ainda que outro factor é o facto de as fotos serem muito "fortes" e pediu paciência aos jornalistas, garantindo que será tomada "a decisão apropriada".

Ler mais

Exclusivos

Premium

Opinião

Os irados e o PAN

A TVI fez uma reportagem sobre um grupo de nome IRA, Intervenção e Resgate Animal. Retirados alguns erros na peça, como, por exemplo, tomar por sério um vídeo claramente satírico, mostra-se que estamos perante uma organização de justiceiros. Basta, aliás, ir à página deste grupo - que tem 136 000 seguidores - no Facebook para ter a confirmação inequívoca de que é um grupo de gente que despreza a lei e as instituições democráticas e que decidiu fazer aquilo que acha que é justiça pelas suas próprias mãos.

Premium

Margarida Balseiro Lopes

Falta (transparência) de financiamento na ciência

No início de 2018 foi apresentado em Portugal um relatório da OCDE sobre Ensino Superior e a Ciência. No diagnóstico feito à situação portuguesa conclui-se que é imperativa a necessidade de reformar e reorganizar a Fundação para a Ciência e a Tecnologia (FCT), de aumentar a sua capacidade de gestão estratégica e de afastar o risco de captura de financiamento por áreas ou grupos. Quase um ano depois, relativamente a estas medidas que se impunham, o governo nada fez.