Sócrates recusa comentar declarações de Freitas do Amaral

O primeiro-ministro recusou comentar as declarações do ex-ministro dos Negócios Estrangeiros, Freitas do Amaral, que acusou José Sócrates de ter "começado a viver num mundo irreal".

À margem da visita à Frezite efectuada hoje, o primeiro-ministro, quando confrontado com as afirmações de Freitas do Amaral, ex-ministro dos Negócios Estrangeiros do anterior Governo liderado por José Sócrates, afirmou "não querer comentar" tais afirmações. "Não quero fazer comentários sobre isso. Conheço essas declarações que me deixam triste mas não as quero comentar. As coisas não foram bem assim".

Em entrevista à RTP terça-feira, Freitas do Amaral disse que José Sócrates "começou a viver num mundo irreal". "Em Outubro de 2010, disse uma coisa muito acertada. No dia em que os juros da nossa dívida chegarem aos 7%, nós temos de recorrer à ajuda externa. Eu tenho de concluir que foi o primeiro-ministro que não deixou, porque o primeiro-ministro de repente começou a viver num mundo irreal, e Teixeira dos Santos, por solidariedade ou por amizade, submeteu-se", afirmou.

Ao Diário de Notícias, Freitas do Amaral disse ainda que não irá votar em José Sócrates nas eleições legislativas antecipadas de 5 de Junho.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG