Presidente do BES contra privatização da CGD

O presidente do Banco Espírito Santo (BES), Ricardo Salgado, disse hoje discordar da privatização da Caixa Geral de Depósitos (CGD), considerando que "é preciso ter muito cuidado" com este tema.

Quando questionado sobre as matrizes definidas pelo programa eleitoral do PSD no que toca à privatização da Caixa Geral de Depósitos (CGD), Salgado disse, à margem de uma cerimónia em Lisboa, não querer entrar na discussão política, mas salientou que não é partidário da privatização da maioria do capital do banco estatal.

"Não quero dar opiniões sobre programas políticos eleitorais. Não sou político, não tenho que me meter a ponderar as iniciativas políticas de cada um, mas já várias vezes disse que é preciso tomar muito cuidado com a privatização da CGD e que, preferencialmente, não devia ser privatizada, pelo menos, na maioria do seu capital", afirmou o banqueiro.

Exclusivos

Premium

Flamengo-Grémio

Jesus transporta sonho da Champions para a Libertadores

O treinador português sempre disse que tinha o sonho de um dia conquistar a Liga dos Campeões. Tem agora a oportunidade de fazer história levando o Flamengo à final da Taça Libertadores para se poder coroar campeão da América do Sul. O Rio de Janeiro está em ebulição e uma vitória sobre o Grémio irá colocar o Mister no patamar de herói.