Luís Amado "convicto" de que a Alemanha não será obstáculo

O ministro dos Negócios Estrangeiros mostrou-se hoje, no Luxemburgo, "absolutamente convicto" de que, se Portugal cumprir as suas obrigações, "o Governo alemão não será um obstáculo" ao apoio financeiro internacional.

"Fazendo nós o que temos de fazer, cumprindo nós as nossas obrigações, negociando de boa fé os termos do financiamento de que necessitamos, estou absolutamente convicto de que o Governo alemão não será um obstáculo ao apoio ao Estado português", defendeu Luís Amado à entrada de uma reunião dos ministros dos Negócios Estrangeiros da União Europeia.

O governante português respondia às notícias que dão conta que o grupo alemão Europolis entregou hoje uma providência cautelar no tribunal constitucional para impedir a Alemanha de participar no apoio financeiro a Portugal.

"Temos definitivamente de deixar de ser irresponsáveis, porque o país está numa situação difícil", declarou Luís Amado.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG