Passos dramatiza mas não se demite

O primeiro-ministro quer falar com Cavaco Silva sobre as consequências do acórdão do TC que chumbou o OE 2013 mas não tenciona apresentar a demissão, segundo fonte governamental.

A audiência foi pedida hoje mas ainda não se iniciou. O secretário de Estado da Presidência do Conselho de Ministros, Luís Marques Guedes, afirmou, no final de uma reunião do Governo convocada extraordinariamente para discutir o acórdão do TC, que Passos Coelho iria a Belém para "clarificar a situação" decorrente da decisão do TC.

O Governo acusa o tribunal de ter causado "dificuldades sérias ao país", e alertou para os seus "efeitos negativos" na "credibilidade externa" de Portugal, sobretudo tendo em conta que se aproxima uma reunião importante em Dublin onde o Governo negociará novas maturidades para a dívida pública, aliviando o peso do seu pagamento.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG