Santana Lopes diz que há perigo de queda do Governo

(ATUALIZADA) Pedro Santana Lopes, antigo primeiro-ministro e atual provedor da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa, não descarta a queda do governo chefiado pelo primeiro-ministro de Portugal Pedro Passos Coelho caso o Tribunal Constitucional 'chumbe' normas do Orçamento de 2013.

Pedro Santana Lopes, ex-primeiro-ministro e atual comentador da Correio da Manhã TV (CMTV), considera existir "o perigo de queda do Governo", no seguimento de uma deliberação do Tribunal Constitucional que possa obrigar à reformulação do Orçamento de Estado para 2013.

Santana Lopes acredita ainda que Paulo Portas encerrará funções governativas findo o atual executivo e aponta, já, dois nomes para o que pode ser "um fim de ciclo" do líder do CDS/PP: Pires de Lima ou Nuno Melo, precisou.

O antigo primeiro-ministro entende que caso o ex-líder socialista António Guterres se candidate ao cargo de Presidente da República, José Sócrates, prestes a tornar-se comentador político da RTP, optará por não avançar para as eleições presidenciais rumo a Belém.

O ex-líder do PSD está convencido de que o regresso de Sócrates poderá estar ligado a um fim de ciclo da maioria em que o "PS poderia ir para o Governo". "Não se deve excluir" esta hipótese, afirmou ontem à noite Pedro Santana Lopes no seu espaço de comentário político na CMTV.

Exclusivos