Maioria antecipa fim do debate para evitar 'manif'

A grelha de tempos do debate previa uma sessão plenária à tarde. Mas Assunção Esteves antecipou a sessão para a hora do almoço. PSD e CDS chumbaram intenção do PCP em votar o OE às 15:00

O debate do Orçamento do Estado para 2013 tem uma grelha própria que previa um debate esta tarde, mas o mesmo já não acontecerá. Assunção Esteves anunciou às 12:45 que se passava, de imediato, para a sessão de encerramento que se prolongará por 100 minutos (tempo que derrapará sempre), sem interromper os trabalhos para o almoço, motivando os protestos das bancadas do PCP e do BE.

A presidente da Assembleia da República justificou-se dizendo que ontem muitas bancadas anteciparam tempos previstos para hoje e que tendo ganho esse tempo não havia necessidade de fazer sessão à tarde, como previsto. E revelou ter ontem consultado as bancadas para antecipar os trabalhos. O líder parlamentar comunista Bernardino Soares insistiu que isso seria razoável se a sessão da manhã tivesse terminado pelas 11:00 e não à hora de almoço.

Perante a discordância das bancadas, Assunção Esteves pôs à consideração a proposta do PCP em votar o OE às 15:00, que a maioria do PSD e CDS chumbou, com a bancada a abster-se ou a votar ao lado de bloquistas e comunistas.

Consequência prática: a votação do Orçamento acontecerá, em princípio, pelas 14:15/14:30, evitando em meia hora a manifestação de protesto contra o Orçamento do Estado prevista para as 15:00. Não haverá mais trabalhos depois da votação.

Ler mais

Exclusivos