PS protesta por falta de ministros no início do debate

(ACTUALIZADA) O Partido Socialista protestou hoje pela ausência de ministros no início do debate da votação final global da proposta de Orçamento do Estado para 2012 (OE2012).

No início do debate, o Governo esteve representado por secretários de Estado. Para o deputado socialista José Lello, isso é um testemunho de que "este governo despreza a Assembleia da República" (AR).

A presidente da Assembleia da República, Assunção Esteves, anunciou então que o primeiro-ministro Pedro Passos Coelho e outros ministros chegariam ao hemiciclo pelas 11.00, algo que aconteceu com cerca de 15 minutos de atraso.

"[O Governo] tem hora certa para chegar, não tem hora para corresponder às expectativas", disse o deputado portuense do PS. "Não podemos deixar de assinalar o nosso protesto" face à ausência de ministros, acrescentou Lello.

"A primeira parte do debate tem a ver com [discussões de] especialidade", explicou a secretária de Estado dos Assuntos Parlamentares, Teresa Morais. "No período de encerramento é que o Governo será representado pelo primeiro-ministro e pelos restantes ministros."

Teresa Morais acrescentou que "se alguém desvalorizou o debate foi a bancada do PS, que [na terça-feira] terminou o debate do orçamento como 13 deputados [menos de um quinto do total]".

Nas últimas semanas, os partidos da oposição têm criticado repetidamente o Governo por se fazer representar nos debates do OE2012 a nível de secretários de Estado e não de ministros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG