PCP acusa Passos Coelho de "desprezo" pela vida dos portugueses

O dirigente comunista Vasco Cardoso considerou que o primeiro-ministro revelou hoje "um profundo desprezo pela vida de milhões de portugueses no próximo ano", na entrevista que deu à SIC sobre a situação do país.

Em declarações à agência Lusa, Vasco Cardoso, membro da Comissão Política do PCP, afirmou que "ao mesmo tempo que coloca no horizonte mais desemprego, mais recessão económica, mais pobreza, mais dificuldades", Pedro Passos Coelho "mantém inatacável o compromisso do Governo com os grupo económicos e financeiros, com a banca, com os especuladores, com as orientações que presidem neste momento à própria União Europeia, incluindo às da senhora Merkel".

O dirigente comunista criticou o primeiro-ministro por não querer reconhecer que existe uma alternativa "ao rumo de desastre nacional" que está acontecer.

Na sua opinião, essa alternativa existe, "na medida em que é possível e necessário renegociar a dívida, desenvolver e apoiar a produção nacional e tributar os grupos económicos e financeiros", entre outras soluções.

"Isto é ir no sentido exactamente oposto àquele que tem conduzido o país até hoje e que nos trouxe até esta situação", vincou.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG