Miguel Cadilhe: Este Orçamento é um mal necessário

O ex-ministro das Finanças considerou hoje o Orçamento de Estado para 2012 um "mal necessário" e defendeu que o "caminho" para reduzir a despesa pública "é o das reformas estruturais do Estado".

Para o antigo governante, que falava à margem de uma conferência na Universidade Católica do Porto subordinada ao tema "O Orçamento de Estado para 2012", Portugal "precisa deste Orçamento de Estado" (OE).

Segundo Cadilhe, "é um mal necessário", para o qual afirmou não encontrar alternativa. "Tenho pena de ter que dizer isto mas Portugal precisa deste OE. É adequado", considerou.

Miguel Cadilhe afirmou que o Portugal tem que "cortar despesa pública", porque esta está "muito acima das possibilidades estruturais do País", defendendo que o "caminho mais recomendável" para efetuar este corte é o "caminho das reformas estruturais no Estado".

O ex-ministro das Finanças afirmou que "este é um caminho que requer tempo" e que o Governo ainda não está neste caminho.

"Eu ainda pensei que o Governo trouxesse as reformas estruturais pensadas para passar imediatamente à execução delas, mas não foi assim", explicou.

Ressalvando que este Governo "entrou há poucos meses", Cadilhe disse "esperar" que o corte na despesa pública "feito agora pelo lado das despesas com pessoal" seja uma "medida intercalar de modo a ganhar tempo".

Na opinião do ex-ministro, as "importantes" reformas estruturais que o Governo deve executar passam pela "reforma dos regimes legais da função pública e dos serviços públicos, pelo encerramento de serviços públicos e de outras entidades públicas" e "contenção financeira de empresas públicas".

Miguel Cadilhe alertou ainda para a necessidade de existir "vigilância" durante a execução orçamental.

"Vamos passar para um novo patamar de vigilância depois desta experiência muito amarga que é a vinda da 'troika' a Portugal. A vigilância passará a ser de outro nível, com outra capacidade de intervenção para avisar a tempo e horas", adiantou.

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG