JSD quer responsabilizar criminalmente José Sócrates

O líder da Juventude Social-Democrática (JSD), Duarte Marques, apelou hoje ao Procurador-Geral da República para que investigue a eventual responsabilidade do anterior governo e, em particular, do ex-primeiro-ministro, José Sócrates, pela situação económica do país.

Numa reacção ao anúncio das medidas anunciadas quinta-feira pelo primeiro-ministro, Duarte Marques disse à Agência Lusa que as "medidas são muito duras" e mostram "o ponto a que o país chegou".

Nesse sentido, o líder da JSD disse que vai enviar em breve uma carta ao Procurador-Geral da República, Fernando Pinto Monteiro, na qual fará um apelo à investigação e à criminalização de eventuais responsáveis pela situação do país.

"Apelamos ao PGR que, à semelhança do que já anunciou noutros casos no passado, investigue a situação e que leve ao banco dos réus os verdadeiros culpados da situação a que o país chegou, como o próprio ex-primeiro-ministro que neste momento está a passear em Paris enquanto os portugueses veem os seus bolsos esvaziar a cada dia que passa", frisou.

Para Duarte Marques, "é tempo de acabar com esta pouca-vergonha" e não deixar que os responsáveis saiam impunes".

Ler mais

Exclusivos

Premium

Saúde

Empresa de anestesista recebeu meio milhão de euros num ano

Há empresas (muitas vezes unipessoais) onde os anestesistas recebem o dobro do oferecido no Serviço Nacional de Saúde para prestarem serviços em hospitais públicos carenciados. Aquilo que a lei prevê como exceção funciona como regra em muitas unidades hospitalares. Ministério diz que médicos tarefeiros são recursos de "última instância" para "garantir a prestação de cuidados de saúde com qualidade a todos os portugueses".