Cavaco critica Governo mas não vai travar Orçamento

O PSD lembra que o Presidente se comprometeu com a necessidade de os órgãos de soberania se manterem "unidos e coesos". Constitucionalistas em declarações ao DN garantem que cortes nos subsídios de férias e de Natal são "excessivos" e ilegais e que, por isso, Cavaco Silva deve enviar o Orçamento do Estado para o Tribunal Constitucional.

O PS vai abster-se na votação do diploma. A decisão é oficialmente anunciada na próxima semana. O líder socialista acredita que o Presidente da República tem "seguido" as suas "declarações em relação ao OE". O DN revela uma "bomba-relógio" de 7,3 mil milhões nas contas do Estado. As receitas temporárias já valem 4,3% do PIB.

Leia mais no e-paper do DN.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Anselmo Crespo

E uma moção de censura à oposição?

Nos últimos três anos, o governo gozou de um privilégio raro em democracia: a ausência quase total de oposição. Primeiro foi Pedro Passos Coelho, que demorou a habituar-se à ideia de que já não era primeiro-ministro e decidiu comportar-se como se fosse um líder no exílio. Foram dois anos em que o principal partido da oposição gritou, esperneou e defendeu o indefensável, mesmo quando já tinha ficado sem discurso. E foi nas urnas que o país mostrou ao PSD quão errada estava a sua estratégia. Só aí é que o partido decidiu mudar de líder e de rumo.