Cavaco Silva diz que Presidente "não é comentador" e escusa comentar críticas

O Presidente da República escusou-se hoje a responder às críticas que lhe têm sido feitas nos últimos dias sobre a equidade fiscal das medidas do Orçamento do Estado para 2012, alegando que "não é um comentador".

"O Presidente da República não é um comentador", disse apenas, quando questionado se queria fazer algum comentário sobre as críticas que surgiram nos últimos dias ao seu discurso.

Na quarta-feira, quando interrogado sobre a proposta do Governo de suspender os subsídios de férias e de Natal da administração pública e dos pensionistas em 2012 e 2012, Cavaco Silva considerou que se trata de uma "violação de um princípio básico de equidade fiscal". "Mudou o Governo, mas eu não mudei de opinião. Já o disse anteriormente e posso dizê-lo outra vez: é a violação de um princípio básico de equidade fiscal", disse.

Dois dias depois, o primeiro-ministro defendeu que a proposta de Orçamento para 2012 "traduz um esforço o mais equilibrado possível na distribuição dos sacrifícios", discordando assim do entendimento do Presidente da República.

Desde quarta-feira surgiram algumas vozes críticas ao discurso do chefe de Estado, nomeadamente dos antigos ministros do seu Governo Eduardo Catroga e Mira Amaral e o ex-líder do CDS-PP Ribeiro e Castro, entre outros.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG