Cavaco escusa fazer comentários sobre Orçamento

O Presidente da República escusou-se hoje a fazer qualquer comentário sobre a aprovação em votação final global do Orçamento do Estado (OE) para 2012, argumentando que o documento ainda está na mão dos deputados.

"O debate está a ocorrer no Parlamento e devemos deixar esse debate ocorrer, depois da votação vai ser preparada a versão final do Orçamento e depois chegará à minha mão em devido tempo. Mas hoje deixemos tudo na mão dos senhores deputados", afirmou o chefe de Estado, quando questionado sobre a aprovação do OE para 2012.

Interrogado se o OE que foi esta manhã aprovado espelha "a justiça social e equidade" que pediu, o chefe de Estado insistiu que "o assunto ainda está na mão dos senhores deputados".

"Estando ainda na mão dos senhores deputados, eu como Presidente da República e como o órgão de soberania que vai receber seguidamente esse documento não devo fazer neste momento comentários, porque ainda estão a ocorrer contactos, com certeza, debates, discussões, este ainda é o tempo do Parlamento", frisou Cavaco Silva, que falava aos jornalistas durante uma visita a explorações agrícolas do Sudoeste Alentejano, na zona de Odemira.

No momento em que o Presidente da República estava a falar aos jornalistas, no Parlamento, a proposta de lei de Orçamento do Estado para 2012 era aprovada em votação final global com os votos favoráveis da maioria PSD/CDS-PP e com a abstenção do PS.

Os restantes partidos da oposição, PCP, BE e PEV, votaram contra a proposta de Orçamento do Estado para 2012, repetindo-se assim a votação que tinha sido registada na generalidade.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG