Um congresso para aprender com o falhanço

Um edifício em obras , o Fórum Picoas , onde é preciso navegar entre cabos elétricos, painéis de contraplacado e tinta fresca para dar com o auditório. Uma sala com pouca gente. Uma ligação pela Internet à Cúria, Bairrada - onde decorre a outra parte do evento - , que não funciona, ou repete descontroladamente, em loop, a última frase do orador.

Nem o pior sádico se lembraria de contexto mais propício à piada fácil sobre o terceiro World Failurists Congress (WFC), um encontro sobre o falhanço.Por isso mesmo, resistindo ao óbvio, ouvimos o que aquela gente tem para partilhar.Antes de julgar.

Será o falhanço um mal ou uma etapa indispensável no caminho para o sucesso?

Leia mais no epaper do DN

Outras Notícias

Outros conteúdos GMG