"Como poderia duvidar das contas, havendo revisores, auditores e BdP?"

Alberto Figueiredo, um dos acionistas de referência do BPN, considera que supervisão falhou.

Foi um dos principais acionistas da SLN e certamente já fez as contas ao "deve e haver": perdeu ou ganhou dinheiro com a SLN?

Não sou um dos principais acionistas individuais do Grupo, sou um médio acionista. Só apareço porque, após a saída de Oliveira Costa, fui eleito presidente do Conselho de Administração da SLN/Valor, maior acionista da SLN. Quanto ao perder dinheiro, perdi como perderam quase todos os acionistas do grupo, excetuando os poucos que beneficiaram com negócios que tinham com o grupo.

Como avalia a gestão de José Oliveira Costa?

Uma gestão centralizada, contra a qual me cheguei a opor, e que hoje após saber o que sabemos, passamos a entender. Este tipo de gestão, num grupo com a dimensão da SLN, permitiu que o sr. fizesse o que fez e permitiu que outros desonestos se aproveitassem. Só ainda não entendi como tudo foi possível sem conhecimentos dos vários órgãos que supervisionavam o grupo. Para mim existem muitas pessoas coniventes, pois não é possível fazer tanto sem ninguém se aperceber. Chamo a atenção para os excelentes resultados que o grupo sempre apresentou. Resultados oficiais, auditados e supervisionados.

Leia mais no epaper do DN

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG