Bruxelas avisa que vai ficar de olho no BIC

Comissão Europeia decidiu investigar BPN em 2011. Em dezembro, levantou muitas reservas das contas do Estado português. Há dois meses, aprovou a venda ao BIC, mas continua a monitorizar o processo.

A Comissão Europeia (CE) vai continuar a vigiar o processo de venda do BPN ao BIC, mesmo depois de ter dado o aval à operação e de esta ter sido selada a 30 de março. A garantia foi dada ao DN por Antoine Colombani, porta-voz do vice-presidente da CE (Joaquín Almunia), que disse que aquele órgão vai continuar a "acompanhar a execução da sua decisão sobre o BPN" e explicou o porquê do negócio ter sido viabilizado.

O responsável do gabinete de Almunia lembrou que inicialmente a comissão concluiu que "a reestruturação do BPN, incluindo a sua venda ao BIC, só poderia ser declarada compatível com auxílios de Estado e com as regras de concorrência se fossem realizadas alterações ao contrato de venda original". No entanto, terá sido isso mesmo que o Executivo de Pedro Passos Coelho fez, pois "comprometeu-se a fazer as alterações necessárias para que a venda ao BIC estivesse em consonância com as normas comunitárias".

Leia mais no epaper do DN

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG