José Penedos deverá sair definitivamente da REN

O jornal Diário Económico noticia hoje que José Penedos, presidente das Redes Energéticas Nacionais (REN) arguido no processo Face Oculta e que está suspenso de funções, deverá ser afastado em definitivo da empresa.

Segundo o Diário Económico, José Penedos, arguido no caso Face Oculta e ex-presidente da REN (de cujas funções foi afastado), fica na empresa que gere as infraestruturas energéticas no País pelo menos até à próxima assembleia geral, no próximo dia 15 de Março, que vai eleger os novos gestores da empresa.

O jornal sugere que, por José Penedos ser ainda quadro da EDP, poderá optar por ficar nessa empresa ou avançar para a reforma, já que tem 64 anos.

Rui Cartaxo, que substituiu José Penedos como director interino da REN, deverá ser indicado para o cargo anteriormente desempenhado pelo arguido do processo Face Oculta, que está proibido de contactar funcionários da empresa e cujas funções foram suspensas no final do ano passado. Vítor Baptista, outro dos gestores da REN, também foi afastado, já que apesar de não ser arguido consta da lista de pessoas escutadas no decurso do processo.

O processo Face Oculta investiga alegados casos de corrupção e outros crimes económicos relacionados com empresas do sector empresarial do Estado e empresas privadas.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG