Preço dos combustíveis trava vendas automóveis

Pelo quarto mês consecutivo, as vendas de automóveis no mercado europeu caíram. Em Agosto, a quebra atingiu os 16%, e o mercado espanhol foi o principal responsável, com as vendas a cederem 41%, revelam os dados da Associação dos fabricantes de Automóveis da Europa, ontem divulgados.

O mercado português está em contra ciclo, ao encerrar o mês de Agosto com um acréscimo nas vendas dos veículos ligeiros de 2,9%, face a igual mês de 2007. Contudo, a ACAP (Associação Automóvel de Portugal) revelou, no início do mês, que as perspectivas para o final do ano, apontam para uma quebra nas vendas da ordem dos 2%. Entre Janeiro e Agosto, as vendas no mercado português registaram uma quebra global de 2,6%.

Em termos acumulados, de Janeiro a Agosto, as vendas no mercado europeu registaram uma quebra de 3,9%. Para a associação dos fabricantes do sector automóvel, a "quebra nas vendas reflecte a deterioração na confiança dos consumidores, e o efeito dos continuados preços dos combustíveis ", refere em comunicado.

Em Agosto, foram comercializados 805 839 veículos no mês passado, na Europa, número que compara com os 955 318 automóveis vendidos em igual mês do ano passado.

As marcas mais afectadas em Agosto foram a General Motors (GM), que detém as marcas Opel e Chevrolet, com uma redução nas vendas de 24%. A Toyota, considerada a par da GM uma das maiores construtoras automóveis a nível mundial, registou uma quebra de 23%.

Entre os construtores europeus, o grupo francês PSA (Peugeot-Citroen) obteve o pior registo, com um decréscimo da ordem dos 19%. Por seu lado, o grupo alemão Volkswagen registou um decréscimo de 9,5% nas vendas, no mês de Agosto. Para este desempenho da VW contribuiu a quebra de 18% nas vendas da marca espanhola Seat, provocada precisamente pela grande queda nas vendas automóveis no mercado espanhol.

A Europa é o maior produtor mundial de veículos , contando com um total de 350 fábricas, responsáveis por 2,3 milhões de postos de trabalho directos e mais de dez milhões empregos indirectos. As fábricas instaladas no mercado europeu, são responsáveis pela produção de mais de 18,5 milhões de veículos por ano. A capacidade instalada no mercado europeu é responsável por 32% do mercado a nível mundial.

Ler mais

Exclusivos

Premium

Saúde

Empresa de anestesista recebeu meio milhão de euros num ano

Há empresas (muitas vezes unipessoais) onde os anestesistas recebem o dobro do oferecido no Serviço Nacional de Saúde para prestarem serviços em hospitais públicos carenciados. Aquilo que a lei prevê como exceção funciona como regra em muitas unidades hospitalares. Ministério diz que médicos tarefeiros são recursos de "última instância" para "garantir a prestação de cuidados de saúde com qualidade a todos os portugueses".