Caso BPP: constituídos mais dois arguidos

Paulo Guichard e Salvador Fezas Vital, dois ex-administradores do BPP, da equipa de João Rendeiro foram ontem constituídos arguidos, noticiou a SIC, indiciados de falsificação de contas, crimes fiscais e branqueamento de capitais

João Rendeiro foi esta semana constituído arguido e com os dois ex-administradores, suspensos pelo Banco de Portugal, elevam-se para quatro, os arguidos no "caso BPP", investigado pelo DIAP de Lisboa, sob a liderança de Maria José Morgado.

Mário Sampaio - um cliente do banco que supostamente terá sido usado como "testa-de-ferro" em operações financeiras em offshore foi o primeiro arguido.

No início de Junho, numa operação de busca, as autoridades ordenaram a apreensão de contas bancárias - que ascenderão a 50 milhões de euros - em nome dos ex-administradores, com o objectivo de evitar a delapidação de verbas.

Ler mais

Exclusivos