Coelho Marinho novo arguido no caso BPN

O ex-administrador do BPN, António Coelho Marinho, foi constituído arguido no caso BPN, sendo acusado de ter efectuado um negócio ruinoso com capital do banco.

Segundo avança hoje a edição online do Diário Económico, Coelho Marinho é acusado de ter comprado acções ao Instituto de Participações do Estado, através da imobiliária Pousa Flores, num negócio que envolveu 74 milhões de euros.

Ainda segundo o Diário Económico, a Polícia Judiciária estará agora a investigar o caso para tentar perceber se os dados fornecidos pelo ex-administrador do BPN estavam correctos ou terão sido manipulados.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG