BPI admite compra do BPN

Banco de Ulrich multiplicou lucros por dez e quer reforçar posição

Fernando Ulrich, o presidente do BPI, admitiu ontem estudar a eventual aquisição do BPN. "O BPI está interessado em ter maior presença no mercado e compete-nos estudar todas as oportunidades que surgem", considerou na apresentação de contas do banco, adiantando, no entanto, que a questão é ainda prematura, já que o BPN ainda não está formalmente à venda. O BPI fechou as contas do primeiro semestre com lucros de 89 milhões de euros, quase 10 vezes mais (+880%) do que os resultados dos primeiros seis meses de 2008, que tinham sido negativamente influenciados pelas provisões para perdas com a participação detida no BCP, já alienada. O produto bancário consolidado aumentou 6,9%, enquanto a margem financeira subiu 2,1%. O banco não prevê emitir mais dívida de médio prazo este ano.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG