Sporting, sinónimo de ecletismo

Sporting, clube centenário fundado em 2006, tem-se destacado ao longo da sua história mais pelos feitos nas modalidades ditas amadoras, como o atletismo e o ciclismo, do que pelos êxitos no futebol, onde tem como grande vitória o facto de ser uma referência europeia na formação de jogadores.

O seu fundador queria que o clube de Alvalade fosse um dos melhores da Europa e, em parte, concretizou, esse objectivo. Os leões foram a primeira equipa portuguesa de futebol a serem convidados a jogar na Europa e são, ainda hoje, a formação com a maior goleada aplicada em jogos da UEFA (16-1 ao Apoel do Chipre).

Mas o grande espólio do Sporting está directamente ligado ao atletismo, onde teve o recordista mundial dos 10 000 metros, Fernando Mamede, o recordista olímpico da Maratona, Carlos Lopes, que foi ainda o primeiro português medalhado com o ouro (Los Angeles 1984).

Na génese destes triunfos esteve aquele que foi, possivelmente, o treinador com mais resultados apresentados no nosso país no cômputo de todas as modalidades, Mário Moniz Pereira, mais conhecido como senhor Atletismo.

No ciclismo o maior e melhor ciclista de todos os tempos em Portugal deu pelo nome de Joaquim Agostinho, um dos símbolos do Sporting, clube que beneficiou com os brilharetes do malogrado atleta nas Voltas a Espanha e a França.

Se o futebol não acompanhou o atletismo também seria injusto esquecer os cinco violinos (Vasques, Travassos, Jesus Correia, Peyroteo e Albano) bem como o investimento na Academia de Alcochete, onde o Sporting quer continuar a fabricar talentos da gama de Futre, Figo, Ronaldo, Quaresma e Simão, entre outros. Talvez por isso o Sporting esteja rotulado de um dos melhores viveiros do futebol europeu a par do Ajax.

Ler mais

Exclusivos