O regresso anunciado à liderança

Mundial Moto GP 2008: Rossi sagrou-se campeão quando falta disputar três provas

A vitória no GP do Japão, 15.ª prova do Mundial - após um total de oito vitórias e 13 lugares no pódio -, permitiu a Valentino Rossi (Yamaha) recuperar um ceptro que lhe escapou em 2006 e 2007, depois de ter arrebatado seis títulos consecutivos na classe-rainha de motociclismo.

Quando falta disputar três grandes prémios - Austrália, Malásia e Valência - dos 18 que totalizam o mundial - o transalpino superou o recorde de vitórias (70) em Grandes Prémios do compatriota Giacomo Agostini (68). Il dottore falhou apenas a presença em dois pódios (GP do Qatar e da Holanda) e ganhou oito corridas: China, França, Itália, Estados Unidos, República Checa, San Marino, Indianápolis e Japão.

Rossi não começou da melhor forma, ao terminar em quinto lugar a corrida de estreia, no Qatar, mas depois dominou o mundial com uma vantagem que lhe permite sagrar-se campeão a três provas do fim do campeonato.

À excepção das duas corridas em que ficou fora do pódio, a passagem por Portugal foi das menos produtivas para o piloto transalpino, que terminou no terceiro lugar a prova disputada no Autódromo do Estoril.

O genial piloto italiano dominou a categoria que teve apenas três campeões: Rossi , o norte-americano Nicky Hayden (2006) e o australiano Casey Stoner (2007).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG