"Madaíl fala escocês depois do almoço"

O treinador Manuel José disse, esta quarta-feira, à Rádio Renascença, que Gilberto Madaíl, ex-presidente da Federação Portuguesa de Futebol, "fala escocês depois do almoço".

As críticas de Manuel José à preparação da seleção nacional para o Euro 2012 continuam a dar que falar.

O ex-presidente da Federação Portuguesa de Futebol, Gilberto Madaíl, tinha saído em defesa de estrutura federativa. E, ontem, Manuel José respondeu-lhe, com violência. "Quero dar uma resposta ao ex-presidente da Federação que deu uma conotação negativa ao que eu disse. Ele disse, em relação a mim e ao Carlos Queiroz, 'que um já morreu e o outro está para morrer'. Ele é que tem de se cuidar, que a saúde dele não é boa. Vivi oito anos num hotel no Cairo. A sede da Confederação Africana de Futebol é no Cairo, e sempre que havia sorteios, os dirigentes vinham sempre dizer-me que de manhã o presidente da FPF falava português e depois do almoço falava escocês", disparou o ex-treinador do Al Ahly, em declarações à Rádio Renascença.

A polémica começou quando Manuel José apelidou de "circo" a fase de preparação da seleção para o Euro, devido a um alegado excesso de contactos com adeptos e compromissos publicitários. E, depois de ter sido visado por Madaíl [que também "disparou" sobre Carlos Queiroz, que se juntara ao coro de críticas], o técnico português parece preparado para que a troca de argumentos continue. E até guarda munições. "Ele [Madaíl] tem tido vários problemas físicos. Se ele quiser ser deselegante comigo, como foi, eu tenho de ser deselegante com ele. Guardo o resto para a resposta que ele me der. Depois, o país inteiro ficará a saber quem é este senhor", rematou o algarvio.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG