Eurocidades do Norte juntam autarcas

Os autarcas das eurocidades Chaves-Verín e Valença-Tui vão pôr à prova o "sentimento de irmandade" e ver em conjunto, na quarta-feira, o jogo Portugal e Espanha no Euro2012, num sinal de que apesar das rivalidades a solidariedade pode impor-se.

Na eurocidade Valença-Tui, criada há apenas uns meses, já em 2012, o autarca português Jorge Mendes e o galego Moisés Rodriguez optaram por uma solução salomónica de forma a que nenhum dos seus munícipes pudesse acusá-los de favorecer o "irmão-adversário".

"A primeira parte do jogo será vista em Tui, num ecrã que eles colocaram na rua. Na segunda parte, vamos para Valença, ver o jogo num restaurante. O prémio do autarca vencedor será pagar esse jantar", disse hoje à Agência Lusa Jorge Mendes.

A iniciativa visa também promover a eurocidade Valença-Tui e arranca mesmo antes da partida, do lado português, com as previsões para o jogo por parte dos autarcas.

"No final do jogo uma coisa é certa. A relação entre os dois povos vai continuar a mesma" independentemente de quem ganhar, assume o autarca de Valença.

Já na eurocidade Chaves-Verín, com um processo de integração mais antigo e consolidado, não será necessário viajar entre os dois lados da fronteira, visto existir mesmo em cima dela a sede desta entidade supramunicipal.

A um dia do confronto ibérico, o presidente da Câmara de Chaves, João Batista, acredita que Portugal saíra vencedor do encontro com "nuestros hermanos".

"Tenho a expetativa de que Portugal ganha 2 - 1 à Espanha e vai marcar presença na final", afirmou hoje à agência Lusa.

João Batista ressalvou que apesar da divergência entre as duas equipas dentro das quatro linhas, Chaves e Verín continuarão a falar a "uma só voz".

Independentemente do resultado e do vencedor, o autarca ressalvou que a eurocidade e a relação entre os dois concelhos não saíra "abalada".

O homólogo espanhol, Juan Jimenéz Morán, considera que o confronto entre os dois países será "muito renhido".

Apesar de seguir a máxima de que "prognósticos só no fim do jogo", o alcaide acredita na vitória da seleção espanhola porque, disse, "está a jogar um pouco melhor que Portugal".

"Tenho pena de que Portugal e Espanha não possam estar juntas na final do Euro 2012", frisou.

O projeto transfronteiriço, referiu, vai sair "imune" à rivalidade dentro de campo, pelo que o "sentimento de irmandade" irá prevalecer.

A eurocidade Chaves-Verín, pioneira na Europa e com cinco anos de existência, partilha já um cartão de descontos, uma agenda cultural e atividades conjuntas.

Os autarcas querem compatibilizar sistemas de cobrança de portagens, criar uma plataforma de correios ibéricos, eliminar o "roaming" na Península Ibérica e conceber uma comissão de proteção civil comum.

Além disso, ambicionam pôr em prática uma rede de transporte transfronteiriço, partilhar serviços de saúde e certificar conhecimentos na área da educação.

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG