Vieira saboreia segundo título ao terceiro mandato

Luís Filipe Vieira, a cumprir o terceiro mandato à frente do Benfica, conseguiu pela segunda vez na sua presidência o título de campeão nacional de futebol, o 32.º da história dos "encarnados". 

Em quase oito anos no comando dos destinos "encarnados", Vieira chegou ao mais almejado troféu por duas vezes, a primeira das quais em 2004/05, ainda no seu mandato de estreia e depois de ter sido eleito em 2002.

O empresário, de 60 anos, tornou-se o 33.º presidente do Benfica, sucedendo a Manuel Vilarinho.

Os primeiros anos, com muitas promessas e numa fase de lenta reabilitação do clube - depois dos complicados anos de Vale e Azevedo -, só foram coroados três anos depois, com um título que não alcançava há 11 anos (93/94).

Foram tempos difíceis para a equipa da Luz, que um ano antes de voltar a ser campeão teve um dos episódios mais dramáticos da sua existência e da presidência de Vieira, com a morte do futebolista Fehér, em pleno campo.

Nesse ano, Luís Filipe Vieira prometeu que dedicaria os troféus seguintes ao futebolista húngaro e assim foi com a conquista da Taça de Portugal nessa mesma época (2003/04), com a vitória por 2-1 sobre o FC Porto.

Com revoluções constantes na estrutura do futebol - e sucessivas passagens de diferentes técnicos (Fernando Santos, Ronald Koeman, Jose António Camacho ou Quique Flores) - o segundo mandato de Vieira não teve sucesso na modalidade principal.

Eleito em outubro de 2006, o empresário procurou aumentar a filiação dos adeptos no clube da Luz, com publicidade e promoções de kit's vantajosos para sócios, mas a equipa de futebol não correspondeu.

Foi nas modalidades que o dirigente viu o clube voltar a conquistar títulos que há muito estavam arredados: casos do basquetebol, campeão em 2008/09 (a última vez fora em 94/95) ou do andebol (2007/08, 18 anos depois).

No voleibol foi mais cedo, sempre sob o comando do "amigo" José Jardim, que Luís Filipe Vieira viu a equipa voltar aos títulos, ao sagrar-se campeã em 2004/05 (14 anos depois de 90/91).

Já num terceiro mandato, conferido de poderes "quase plenos" por parte dos sócios - que lhe deram em julho mais de 90 por cento dos votos -, Luís Filipe Vieira não podia ter começado melhor esse seu novo ciclo.

Ainda a meses de completar o primeiro ano desde a nova eleição, viu o futebol conquistar o campeonato e a taça da Liga, e o futsal - uma das modalidades que lhe tem dado mais títulos - chegar a um inédito troféu europeu.

Troféus mais importantes (sob a presidência de Luís Filipe Vieira):

- Futebol:

Campeão nacional (2004/05, 2009/10)

Taça Portugal (2003/04)

Supertaça (2004/05)

Taça Liga (2008/09, 2009/10)

- Basquetebol:

Campeão nacional (2008/09)

Supertaça Angola-Portugal (2009/10)

- Futsal:

Campeão nacional (2002/03, 2004/05, 2006/07, 2007/08, 2008/09)

Taça Portugal (2002/03, 2004/05, 2006/07, 2008/09)

Supertaça (2002/03, 2005/06, 2006/07, 2008/09)

Campeão Europeu (2009/10)

- Andebol:

Campeão nacional (2007/08)

Taça Liga (2006/07, 2008/09)

- Voleibol:

Campeão nacional (2004/05)

Taça Portugal (2004/05, 2005/06, 2006/07).

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG