O nascimento do Benfica

O início

No início do século XX, em Belém, área aristocrática da cidade de Lisboa, reuniam-se frequentemente, para jogar futebol, vários rapazes de algumas das melhores famílias do bairro, quase todas vizinhas de um estabelecimento da Rua Direita - a Farmácia Franco. A este grupo, conhecido por "Catataus" - composto pelos irmãos Rosa Rodrigues e amigos -, foram-se juntando, depois do Verão de 1903, antigos alunos da Real Casa Pia, dos Jerónimos, que tinham formado a Associação do Bem e que procuravam continuar a praticar futebol, desporto em que se iniciaram como alunos da instituição.
 
Após um jogo bem sucedido, entenderam, num almoço realizado no "Café do Gonçalves", que só com jogadores portugueses podiam fazer um bom clube de futebol. Seguiu-se um período em que se começou a pensar mais seriamente na criação de um novo clube. Escolheu-se o nome: Grupo Sport Lisboa; as cores do uniforme: vermelho e branco, por comunicarem alegria, colorido e simbolizarem a vivacidade da luta desportiva; o emblema: desenhado com base na águia, por ser uma ave altaneira, símbolo da elevação de propósitos e do espírito de iniciativa do Clube; Escolheu-se, também, a divisa: "E Pluribus Unum", como apologia da união e do espírito de família que caracterizou a criação do Clube.
 
No dia 28 de Fevereiro de 1904, na sequência de mais um treino, 24 jovens assumiram a formação de um novo clube, o Sport Lisboa. O acontecimento teve lugar durante uma reunião realizada na Farmácia Franco, no decorrer da qual foi constituída uma Comissão Administrativa", presidida pelo mais velho dos Catataus - José Rosa Rodrigues -, ficando a sede e a secretaria instaladas provisoriamente no mesmo local. Manuel Gourlade, tesoureiro do clube, empregado na Farmácia e ligado ao grupo dos Catataus, torna-se um elemento influente na dinâmica do novo clube, quer intervindo na componente administrativa, quer na parte técnica - orientando a preparação dos jogadores e adquirindo material de futebol (bolas, apitos, regras de jogo, etc.).
 
Durante o ano de 1904, o Clube preocupa-se sobretudo com os treinos, tendo em mente formar uma grande equipe. Em Maio, consegue o arrendamento dum quarto na Travessa das Zebras, 29-A, em Belém, para instalar a sede. Emergiam, porém, alguns problemas - o Clube não tinha campo próprio, nem dirigentes para constituir uma estrutura organizada. Continuavam a ser os jogadores os responsáveis pela gestão do Sport Lisboa. Os primeiros jogos em 1905 mostravam que nascia um grande clube, alicerçado numa excelente equipe de futebol. Em Maio de 1906, criaram-se as secções de Pedestrianismo (atletismo) e Velocipedismo (ciclismo) - uma forma de os futebolistas poderem participar em provas de outras modalidades. Em 11 de junho de 1906, o clube participa pela primeira vez numa prova de ciclismo, representado pelo futebolista Fortunato Levy e no dia 22 de Novembro de 1906 é eleito o primeiro Presidente do Clube: Dr. Januário Barreto.
 
Em 10/02/1907, no campo da Quinta Nova, em Carcavelos, o Sport Lisboa vence, por 2 a 1, os "mestres ingleses" do Carcavelos Club, invencíveis havia 9 anos. Este resultado contribui para implantar o Clube no coração dos lisbonenses e atrai, nos jogos que se seguem, a presença crescente dos entusiastas do futebol. No dia 05/04/1907, o Clube realiza o jantar de despedida do goleiro Manuel Mora (de partida para a Argentina) e do capitão Fortunato Levy (saía para Cabo Verde).

Os dois primeiros troféus do clube vêem no dia 21/04/1907, nos Torneios Inter-Clubes, na 3ª e 2ª categorias (onde jogavam Cosme Damião e Félix Bermudes respectivamente).

Em 1908 o clube disputa a Liga de Futebol ficando na 3ª posição.
 
A fusão

- Durante o verão de 1908, iniciam-se os contactos com o Sport Club Benfica, - agremiação vocacionada para o Ciclismo e Atletismo - de que eram sócios alguns jogadores do Sport Lisboa. Nascia assim, em 13 de agosto de 1908, após a absorção do Sport Club Benfica, por sugestão de Félix Bermudes, a nova denominação do clube que ficou assim: Sport Lisboa e Benfica

- A sede é transferida para o Beco Visconde Sanches Baena e o campo de jogos passa a ser o da Quinta da Feiteira, em frente à Igreja de Benfica e o número de associados aumenta para 276. Passando a existir um verdadeiro grupo de dirigentes, uma Direcção, Conselho Fiscal e uma Mesa da Assembleia Geral. João José Pires é o Presidente do clube.

O Sport Lisboa e Benfica, especialmente vocacionado para o futebol, mantém a estrutura futebolística do Sport Lisboa, assumindo-se como uma continuação deste (permanecendo a camisa vermelha, o calção branco, o emblema com base na águia, a divisa "E Pluribus Unum" e os jogadores de Belém).

Ler mais

Exclusivos