Hélder Reis: "Estes são tempos que marcam porque trouxeram tempo para refletir"

O apresentador entrou em confinamento logo no início de março por ser doente de risco. O isolamento em Trás-os-Montes obrigou-o a afastar-se dos ecrãs da RTP, mas também lhe permitiu ter tempo para "sarar a alma da morte da mãe", que falecera em fevereiro, ainda antes da chegada da pandemia às nossas vidas. A par desse processo individual, destaca o tempo que sobrou para explorar uma ligação ainda mais forte com a natureza e a agricultura, mas também com a escrita que resultou no lançamento do novo livro: "Nação Valente". Nestes tempos que nos afastaram de quem mais amamos, Hélder Reis sublinha ainda o papel de uma marca em especial, a operadora de telecomunicações de que é cliente e que contribuiu para "estar mais perto, quando estamos frágeis".