Eles entraram no mercado de trabalho antes do diploma. São "cada vez mais"

Um engenheiro eletrotécnico, uma assessora de comunicação e um informático. Sentem-se a exceção à regra, mas os especialistas garantem que atualmente já são mesmo a norma

Um engenheiro eletrotécnico, uma assessora de comunicação e um informático. Sentem-se a exceção à regra, mas os especialistas garantem que atualmente já são mesmo a norma. Mesmo em áreas em que a empregabilidade é, à partida, mais baixa. Em 2017, mais de 77 mil pessoas formaram-se no ensino superior. Milhares de jovens para quem o passo seguinte é, muitas vezes, incerto. Mas pode começar com participações em feiras de empregabilidade, como o Rodrigo Passos fez. Estar de olhos postos em qualquer oportunidade, como a Rita Cardoso. Ou até mesmo ser proativo quanto às candidaturas espontâneas, como o André Silva. Daqui, [...]

O conteúdo Eles entraram no mercado de trabalho antes do diploma. São "cada vez mais" aparece primeiro em DN Life.

Para saber mais clique aqui: life.dn.pt

Exclusivos

Premium

Maria Antónia de Almeida Santos

Uma opinião sustentável

De um ponto de vista global e a nível histórico, poucos conceitos têm sido tão úteis e operativos como o do desenvolvimento sustentável. Trouxe-nos a noção do sistémico, no sentido em que cimentou a ideia de que as ações, individuais ou em grupo, têm reflexo no conjunto de todos. Semeou também a consciência do "sustentável" como algo capaz de suprir as necessidades do presente sem comprometer o futuro do planeta. Na sequência, surgiu também o pressuposto de que a diversidade cultural é tão importante como a biodiversidade e, hoje, a pobreza no mundo, a inclusão, a demografia e a migração entram na ordem do dia da discussão mundial.