Tóquio 2020, as primeiras Olimpíadas com reconhecimento facial

Os Jogos Olímpicos de Tóquio em 2020 vão ser os primeiros a usar tecnologia de reconhecimento facial para melhorar a segurança no acesso aos recintos. O sistema, para já, não será destinado aos fãs mas sim aos mais de 300 mil atletas, staff, voluntários e jornalistas que vão estar presentes no evento.

Vão ser usados chips integrados em cartões de identidade ​​para verificar quem entra em mais de 40 recintos diferentes. "Sempre que os participantes entrarem num recinto, vai ser feita uma verificação de segurança automática", explicou à BBC o chefe de segurança dos Jogos Olímpicos de Tóquio Tsuyoshi Iwashita. [...]

The post Tóquio 2020, as primeiras Olimpíadas com reconhecimento facial appeared first on DN Insider.

Para saber mais clique aqui: insider.dn.pt

Ler mais

Exclusivos

Premium

Nuno Artur Silva

Notícias da frente da guerra

Passaram cem anos do fim da Primeira Guerra Mundial. Foi a data do Armistício assinado entre os Aliados e o Império Alemão e do cessar-fogo na Frente Ocidental. As hostilidades continuaram ainda em outras regiões. Duas décadas depois, começava a Segunda Guerra Mundial, "um conflito militar global (...) Marcado por um número significativo de ataques contra civis, incluindo o Holocausto e a única vez em que armas nucleares foram utilizadas em combate, foi o conflito mais letal da história da humanidade, resultando entre 50 e mais de 70 milhões de mortes" (Wikipédia).