Como a UE vai usar inteligência artificial para apanhar terroristas e imigrantes ilegais

Estima-se que todos os anos 700 milhões de pessoas entram na União Europeia, o que tem colocado pressão nos processos de segurança fronteiriços.

O IBORDERCRTL veio para ajudar. Vai arrancar um projeto-piloto na Hungria, Grécia e Letónia que usa inteligência artificial e outras tecnologias para criar um "detetor de mentiras" nas fronteiras desses países. O objetivo é evitar a entrada de terroristas e imigrantes ilegais na União Europeia. O IBORDERCTRL, como é apelidado, é um sistema que recolhe dados biométricos e marcadores de engano nas pessoas. Como? Numa primeira etapa os utilizadores vão aceder a um sistema online onde terão de [...]

Para saber mais clique aqui: insider.dn.pt

Exclusivos