Turismo: Proveitos totais em abril atingem 389,2 milhões e superam 2019

Pela primeira vez desde o início da pandemia os principais indicadores do turismo estiveram acima de 2019. O quarto mês do ano contou com mais hóspedes, mais dormidas e mais receitas.

Abril marcou o regresso da retoma do turismo em força com a atividade a ultrapassar o homólogo de 2019. Pela primeira vez, desde o início da pandemia, os principais indicadores estiveram acima daquele que foi o melhor ano de sempre para turismo do país. Os proveitos totais das unidades de alojamento turístico atingiram os 389,2 milhões de euros, ficando 16,2% acima de 2019. Também os proveitos de aposento cresceram 16,8%, somando 291 milhões de euros, revelam os dados divulgados esta quarta-feira, 15, pelo Instituto Nacional de Estatística (INE).

As receitas mais pesadas justificam-se não só pelo aumento do número de dormidas mas também pela subida dos preços. Os alojamentos venderam 13,3% mais caro face a 2019, com um rendimento médio por quarto disponível (RevPAR) de 51,6 euros e um rendimento médio por quarto ocupado (ADR) de 92,2 euros.

Os preços mais elevados foram praticados em Lisboa (81,9 euros) e na Madeira (61,9 euros).

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG