Startup portuguesa bate universidade de referência a formar programadores

Com o início de operações na Holanda a startup Academia de Código estima formar 400 programadores em 2019, mais do que saem do Técnico.

Portugal já é pequeno para a Academia de Código. A startup criada em 2015 e gerida pelo gestor João Magalhães está a apostar na internacionalização nos seus dois grandes projetos para formar programadores, dos 8 aos 80. A plataforma interativa Ubbu, de que falámos em abril, tem como objetivo para 2019 ensinar um milhão de crianças (dos 6 aos 12 anos) a programar. E depois de Portugal, começaram a operar agora com parceiros nos EUA, África do Sul e Brasil para levar os princípios da programação a crianças desses países.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Exclusivos

Premium

Espanha

Bolas de aço, berlindes, fisgas e ácido. Jovens lançaram o caos na Catalunha

Eram jovens, alguns quase adultos, outros mais adolescentes, deixaram a Catalunha em estado de sítio. Segundo a polícia, atuaram organizadamente e estavam bem treinados. José Manuel Anes, especialista português em segurança e criminalidade, acredita que pertenciam aos grupos anarquistas que têm como causa "a destruição e o caos" e não a luta independentista.