Segurança Interna aumenta 1,3% na despesa consolidada

O Orçamento prevê que o Ministério da Administração Interna vai ter mais 25 milhões de euros para gastar em 2017 face ao orçamento ajustado para este ano

A segurança interna terá uma despesa total consolidada de 1.989,1 milhões de euros em 2017, mais 1,3 por cento face ao orçamento ajustada para 2016, segundo a proposta de Orçamento do Estado (OE) entregue esta sexta-feira no parlamento.

Segundo o documento, o Ministério da Administração Interna vai ter mais 25 milhões de euros para gastar em 2017 face ao orçamento ajustado para este ano.

No âmbito da despesa do subsetor do Estado, haverá um aumento de dois por cento, que resulta essencialmente do aumento das despesas com cobertura em receitas gerais, com especial incidência nas despesas com pessoal, embora atenuado com uma diminuição das aquisições de bens e capitais.

O subsetor dos serviços e fundos autónomos regista um acréscimo de 0,9 por cento justificado, sobretudo, pelo orçamento da Autoridade Nacional de Proteção Civil.

"Na estrutura da despesa total consolidada por classificação económica evidencia-se que 90,8% dos recursos, em 2017, são absorvidos por despesas com pessoal (78%) e aquisição de bens e serviços (12,8%)", de acordo com a proposta do OE para 2017.

O documento ainda que na estrutura de distribuição por medidas inscritas "no programa 07 -- Segurança Interna", a medida "forças de segurança" é a mais representativa, absorvendo 78,1% do total dos recursos previstos para 2017, seguindo-se as medidas "proteção civil e luta contra incêndios" e "administração e regulamentação", que representam 10,1% e 3,6%, respetivamente.

O Governo apresentou esta sexta-feira a proposta de Orçamento do Estado de 2017 que prevê um crescimento económico de 1,5%, um défice de 1,6% do PIB, uma inflação de 1,5% e uma taxa de desemprego de 10,3%.

Para este ano, o executivo liderado por António Costa piorou as estimativas, esperando agora um crescimento económico de 1,2% e um défice orçamental de 2,4% do PIB.

Mais Notícias

Outros conteúdos GMG