Schäuble: Portugal deve certificar-se de que "não precisa" de um resgate

Ministro alemão com a tutela das Finanças disse hoje em conferência de imprensa que a pressão dos planos de resgate "funcionou bem"

O ministro das Finanças alemão, Wolfgang Schäuble, disse hoje que Portugal se deve certificar de que "não precisa" de um resgate e lembrou que a pressão imposta pelos planos de resgate "funcionou bem".

"Certifiquem-se de que não precisam de resgate", disse o ministro alemão numa conferência de imprensa em Berlim, citado pela agência financeira Bloomberg.

Este foi o "aviso" de Wolfgang Schäuble a Portugal, tendo dito ainda que "os programas de resgate na zona euro ajudaram os países a regressar ao crescimento e às finanças públicas sólidas".

Na sua opinião, "a pressão" imposta nos planos de resgate "funcionou bem", o que foi positivo tanto ao nível do crescimento económico como da correção dos desequilíbrios orçamentais.

Pelas 13:12 [hora de Lisboa], as taxas de juro da dívida de Portugal no prazo de 10 anos estavam a subir ligeiramente, transacionando-se nos 3,950%, contra 3,941% à mesma hora de terça-feira, segundo a Bloomberg.

Exclusivos

Premium

Alentejo

Clínicos gerais mantêm a urgência de pediatria aberta. "É como ir ao mecânico ali à igreja"

No hospital de Santiago do Cacém só há um pediatra no quadro e em idade de reforma. As urgências são asseguradas por este, um tarefeiro, clínicos gerais e médicos sem especialidade. Quando não estão, os doentes têm de fazer cem quilómetros para se dirigirem a outra unidade de saúde. O Alentejo é a região do país com menos pediatras, 38, segundo dados do ministério da Saúde, que desde o início do ano já gastou mais de 800 mil euros em tarefeiros para a pediatria.