Pensão de 600 euros ganha 88 euros com menos penalização de reformas antecipadas

Governo discute hoje alargamento à Função Pública do fim do fator de sustentabilidade na antecipação da pensão. Mas mantêm-se penalizações até 38,5%.

O fim do corte do fator de sustentabilidade na flexibilização da aposentação na função pública é discutido esta quinta-feira em Conselho de Ministros e pode valer um alívio de 88 euros de rendimento no caso de uma pensão de 600 euros. Mas a antecipação da reforma, só possível com 60 anos de idade e 40 de descontos, irá manter cortes que, no limite, significarão ainda uma perda de mais de um terço do rendimento. Os sindicatos aconselham cuidado e simulações rigorosas antes de avançar.

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Exclusivos