Paulo Macedo queria manter vínculo com o BCP. BCE negou

Entre os argumentos apresentados por Paulo Macedo está o facto de não exercer funções no BCP desde junho de 2011, quando se tornou Ministro da Saúde.

Paulo Macedo terá que cortar o vínculo profissional com o Millennium BCP para assumir a liderança da Caixa Geral de Depósitos (CGD). O banqueiro chegou a pedir dispensa desta exigência, mas o Banco Central Europeu (BCE) negou, avança o Jornal de Negócios. Em causa esteve a intenção de evitar "eventuais conflitos de interesses".

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG