País sai do défice excessivo, mas "parece" violar regras transitórias

Bruxelas elogia porque défice abaixo de 3% parece duradouro, mas critica facto de "à primeira vista" Portugal violar regras transitórias

Portugal deve sair, este ano, do Procedimento por Défices Excessivos (PDE) que lhe foi instaurado em 2009. Como tudo indica que vai conseguir manter por algum tempo o défice abaixo de 3% do Produto Interno Bruto (PIB), o país sairá do braço corretivo do Pacto de Estabilidade, disse ontem a Comissão Europeia, passando para o chamado "braço preventivo".

Leia mais em Dinheiro Vivo a sua marca de economia

Mais Notícias

Outros Conteúdos GMG